• citebonline

Investimento/ Edtechs e o futuro da educação .br

A princípio parece lógico que após a pandemia o ensino se torne cada dia mais digital. E está mesmo. Contudo, estamos distantes de nadar num mar próspero de conhecimento. Se por um lado há a indústria do ensino, do outro há as condições de cada aluno. Entre as condições não só de infraestrutura, mas também de tempo e áreas de interesse. Onde entra a tecnologia.


Papel da Tecnologia

A tecnologia que deveria ser a ponte entre a necessidade de aprender com a vontade de ensinar, segundo educatores, não resolve a questão por si mesma. Porque o que temos presenciado é apenas a transposição de conteúdo, não uma revolução na forma de ensinar e aprender. Mesmo diante das possibilidades do metaverso.


Evassão escolar

Segundo a Associação Brasileira de Estágios - ABES, apenas 36% dos egressos no ensino superior se formam. O principal motivo para deixarem a gradução é financeira, seguido de falta de motivação e aplicabilidade no campo de trabalho. Ainda que o ensino EaD tenha diminuído os custos e atraído novos alunos.


Investimentos

Porém, enquanto não houver um diálogo franco entre gestores educacionais, professores e alunos diante das mudanças sociais e qual o papel das escolas e meio acadêmico, as ferramentas pouco poderão contribuir nesse processo.


O mundo mudou. Os alunos mudaram. Os professores precisaram mudar e descobrir novas ferramentas. Assim, a forma de ensinar e aprender deixou de ser a mesma. De acordo com matéria na It Forum, "Vale frisar que países que investem no uso de tecnologia no ensino apresentam baixíssimos índices de evasão no ensino superior. Na Coreia do Sul, por exemplo, cerca de 70% da população entre 25 e 34 anos tem ensino superior. Seguida por mais de 50% no Japão e Canadá, ambos referência em uso da tecnologia em educação."


Edtech's .br

Quando voltamos a realidade brasileira, as edtechs são fundamentais nesse novo processo de ensino-aprendizagem. Também porque podem incorporar os softskils, como trabalho em equipe remoto, pensamento crítico-criativo e interconectividade, que não seriam requeridos numa sala de aula, mas são fundamentais no mercado de trabalho e na sociabilidade do século XXI.


Chamada para Edtech's

Se você tem necessidade de desenvolver novos modelos de ensino-aprendizagem, converse com o CITeB. Somos uma incubadora de empresas e podemos colaborar no projeto.


Inspirado em: https://itforum.com.br/noticias/o-metaverso-e-o-futuro-da-educacao-no-brasil/


#inovação #inovaçãoaberta #inovaçãotransversal #startup #investimento #tecnologia #sustentabilidade #educação #editech #ti #ensinoead #escolas #ensino #biguaçu #santacatarina


0 visualização0 comentário